Pontes

Disponível em:
    O livro Pontes, serve como roteiro de estudos da disciplina obrigatória, de mesmo nome, ministrada nos cursos de engenharia civil.

    Seu autor, Ricardo Valeriano, tem o perfil ideal para escrevê-lo. Pois alia uma sólida formação acadêmica com uma robusta experiência profissional em projeto, construção e recuperação de pontes.

    Muitos dos exemplos de pontes reais apresentados no livro, tiveram a colaboração do autor. Relatar um caso de sua experiência pessoal tem muito mais valor e conteúdo, além de dar maior dando densidade a essa estrutura considerada obra de arte especial, em engenharia.

    Com 12 capítulos super ilustrados para completa compreensão do tema, introduzem o leitor passo a passo, aprofundando à medida que avança.

    Atualmente, as pontes de concreto armado são as mais comuns, sendo a modalidade ponte em viga, a mais popular. O livro Pontes dá uma visão geral dos sistemas estruturais empregadas nos diferentes tipos, desde as pontes em arco, construídas pelos romanos:
    - Sistema biapoiado, com ou sem protensão;
    - Sistema em balanço, com as variações da ponte escorada ou estaiada, que caiu no gosto do público;
    - Sistema em arco;
    - Sistema pênsil;
    - Sistema treliçado, onde a ponte treliçada pode ter a viga em treliça ou o arco em treliça.

    Cinco capítulos do livro aprofundam os componentes importantes para o projeto de pontes de concreto armado e protendido.

    As propriedades e comportamento mecânico do aço e do concreto que determinam as relações tensão-deformação e dos limites de resistência, bem como as ações permanentes e variáveis que atuam na estrutura.

    A forma e geometria da superestrutura definem o projeto e compreendem aspectos como o local onde será construída a ponte - se urbano ou rural e os condicionantes do projeto viário.

    A extensão do vão principal e a altura máxima dos pilares e as condições do subsolo - que conduzem a fundações mais simples ou custosas -, são parte dessa equação.

    As propriedades geométricas de seção transversal são fundamentais para a análise de tensões de flexão, e a determinação das tensões, momentos fletores e linhas de influência necessárias para o dimensionamento da superestrutura das Pontes.

    À vista por
    (-5% no depósito ou PIX)