PROFESSORES E ESTUDANTES TEM BENEFÍCIOS NO NOSSO SITE.

SAIBA MAIS

lg_oficina_textos_branco

  • MEUS PEDIDOS
Buscar

Técnica de Armar as Estruturas de Concreto - 2ª ed. - Impresso

A nova técnica de armar as estruturas de concreto segue o princípio de que o concreto estrutural é composto por dois materiais diferentes, o concreto, material frágil de baixa resistência à tração, e o aço, dúctil e de alta resistência e rigidez. O emprego solidário destes dois materiais deve respeitar condições que permitam, a cada um deles, chegar aos limites de sua capacidade resistente, sem prejudicar ou ser prejudicado pelos esforços atuantes no outro material. Para isto, as armaduras não podem ser tratadas como simples fibras resistentes à tração, cujo arranjo fica totalmente ao arbítrio do projetista da estrutura. Como guia de concepção do arranjo das armaduras, é importante distinguir o papel que cada uma delas exerce dentro da massa de concreto.
Ver descrição completa

Técnica de Armar as Estruturas de Concreto - 2ª ed. - Impresso

Editora:
5502_300x400
Impresso
Por: R$ 154,00ou
3x de R$ 51,33
sem juros
ComprarVendedor Oficina de Textos

Por: R$ 154,00ou X de

Comprar

descrição completa


A nova técnica de armar as estruturas de concreto segue o princípio de que o concreto estrutural é composto por dois materiais diferentes, o concreto, material frágil de baixa resistência à tração, e o aço, dúctil e de alta resistência e rigidez. O emprego solidário destes dois materiais deve respeitar condições que permitam, a cada um deles, chegar aos limites de sua capacidade resistente, sem prejudicar ou ser prejudicado pelos esforços atuantes no outro material. Para isto, as armaduras não podem ser tratadas como simples fibras resistentes à tração, cujo arranjo fica totalmente ao arbítrio do projetista da estrutura. Como guia de concepção do arranjo das armaduras, é importante distinguir o papel que cada uma delas exerce dentro da massa de concreto. Esta idéia leva a classificá-las em armadura de equilíbrio, armaduras de solidarização e armaduras auxiliares. A primeira parte deste livro concentra-se nas disposições construtivas gerais dos diferentes tipos de armadura, tanto passivas quanto de protensão. A segunda estuda o funcionamento solidário do concreto com suas armaduras e a terceira enfoca as regras da técnica de armar as peças usuais das estruturas de concreto armado. Numa terceira parte são estudados os diferentes problemas relativos às armaduras de lajes, vigas, pórticos, blocos de fundações, escadas, caixas d’água, bem como de pilares e paredes, tratados como peças isoladas e também como elementos pertencentes às estruturas dos edifícios altos.

Especificação

AutorPéricles Brasiliense Fusco
SumárioSumário
Páginas392
Publicação1995
Formato21 x 28 cm
EncadernaçãoBrochura
Edição1