Os trabalhos de campo no ensino de geografia - Impresso

Disponível em:
    Quando decidimos socializar nossas reflexões sobre o potencial da exploração dos trabalhos de campo como metodologia de ensino, estávamos motivados por ricas experiências vivenciadas durante nossa formação universitária. Após a realização de inúmeros trabalhos de campo em diferentes disciplinas, aprendemos a reconhecer sua importância para a formação do profissional de Geografia - bacharel e licenciado - e passamos a refletir sobre as possíveis contribuições que seu uso pedagógico poderia prestar à educação básica.

    Dessa inquietação surgiu este livro, que teve como base a monografia produzida pela autora e apresentada como requisito para a conclusão do curso de Licenciatura em Geografia da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

    Em nossos estudos, compreendemos que a vivência de trabalhos de campo nas aulas de Geografia pode ser um importante aliado do educador ao contribuir para a construção do olhar geográfico dos estudantes. Isto porque acreditamos que uma formação sólida e significativa dos conhecimentos geográficos passa pelo aperfeiçoamento desse olhar ao longo da escolaridade, como meio para compreender gradualmente o espaço geográfico em sua complexidade.

    Como resultado, organizamos este livro em cinco capítulos principais. No primeiro, apresentamos algumas considerações gerais a respeito da metodologia de trabalhos de campo, destacando sua importância para o ensino de Geografia.

    No segundo capítulo, discutimos cada uma das etapas de um trabalho de campo, quais sejam: planejamento e organização; realização e relato de campo - destacando os elementos envolvidos em cada uma dessas etapas.

    Os conceitos de paisagem e lugar são abordados no terceiro capítulo. Acreditamos que esses conceitos geográficos, associados ao desenvolvimento da metodologia em questão, auxiliam na valorização do conhecimento prévio dos estudantes, à medida que salientam os aspectos visíveis do espaço geográfico e os vínculos afetivos e de identidade que eles podem ter com esse espaço.

    No quarto capítulo, expomos algumas das possibilidades e limites da utilização do trabalho de campo no ensino de Geografia da educação básica.

    Finalmente, no quinto capítulo, construímos algumas propostas de trabalhos de campo a partir de lugares conhecidos do município de Ilhéus. Pretendemos, com este livro, subsidiar as reflexões pedagógicas do professor de Geografia e a elaboração de atividades que desenvolvam trabalhos de campo no ensino fundamental e no médio.

    Esperamos que, ao longo desta leitura, os docentes se sintam estimulados a explorar os trabalhos decampo, convencidos de seu potencial para enriqueceras aulas, no ensino básico, de Geografia.

    À vista por
    (-5% no depósito ou PIX)

    Ver mais detalhes